Quinta-feira, 25 de maio de 2017 às 15:03 em Geral
Prefeitura firma convênio para auxiliar cartório no cadastramento biométrico
O prefeito Edir Havrechaki e o vice Marcos Levandoski estiveram reunidos na tarde de quarta-feira (25) com representantes do Fórum Estadual e Cartório Eleitoral da Comarca de Palmeira, Ministério Público, Prefeitura de Porto Amazonas, Câmara Municipal de Palmeira e Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Na reunião os representantes destacaram uma série de demandas para as prefeituras e câmara.
 
Dentre os pedidos apresentados está a cessão de 40 estagiários da prefeitura para auxiliar o 13º Cartório Eleitoral no cadastramento biométrico durante o período de 1º de julho a 20 de outubro, um eletricista para apoio na implantação de novos pontos de biometria e um veículo.
 
De acordo com a juíza eleitoral da comarca de Palmeira, Cláudia Sanine Ponich Bosco, firmar este convênio é necessário para que o município atinja as metas estipuladas pelo Tibunal Superior Eleitoral (TSE). "A comarca de Palmeira possui cerca de 33 mil eleitores e até o momento 20% deles realizaram a biometria", destacou.
 
O intuito do tribunal através do 13º Cartório Eleitoral é atender média de 460 eleitores por dia para atingir a meta total estipulada para Palmeira.
 
O prefeito Edir Havrechaki, acredita na importância do trabalho conjunto para o bem do município. "Temos um grande eleitorado e com isso surgem demandas como essa. A Prefeitura de Palmeira está aberta para prestar auxílios que beneficiem os munícipes", comentou.
 
Havrechaki destacou ainda que a prefeitura realizará um processo seletivo para contratação temporária de 40 estagiários que prestaram esse serviço ao eleitoral. Os estagiários deverão ter mais de 18 anos, sem filiação partidária, com noções de informática e estar cursando no mínimo o ensino médio.
 
Novo título de eleitor
 
O processo de cadastramento biométrico gerará um novo título para o eleitor. Com o objetivo de garantir um sistema de votação verdadeiramente democrático e seguro, várias tecnologias têm sido desenvolvidas pela Justiça Eleitoral, merecendo destaque o desenvolvimento das urnas com leitor biométrico, que possibilitam ao eleitor registrar seu voto por meio de identificação biométrica (através de sua impressão digital).
 
No dia da votação, após a prévia apresentação dos documentos, a identidade do eleitor será confirmada por meio da sua impressão digital. Se o mesário tiver dúvidas com relação ao eleitor, ou se a sua digital não for reconhecida, ele terá à sua disposição a folha de votação com as fotos de todos os eleitores daquela seção, a qual poderá recorrer para a confirmação da identidade. Os eleitores que não realizarem o procedimento de biometria terão os seus títulos cancelados.

LEGENDA FOTO: Também estiveram na reunião o presidente do legislativo, Anselmo Osório, o procurador Antonio Carlos Nervino, o chefe do 13º Cartório Eleitoral, Aldilson Severino, o prefeito de Porto Amazonas, Antonio Polato e o juiz de direito da comarca de Sengés, Marcelo Quentin.

 

 

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE