Homem que matou mulher em Irati foi preso em Palmeira
17/09/2017 14:43 em Noticias Policiais

mulher foi morta a facadas em Irati. O crime ocorreu próximo a cachoeira do Fillus, na Serra dos Nogueiras. Conforme levantamentos preliminares da Polícia Militar, Sandra Mara Meira, de 35 anos, foi atingida por, pelo menos, dois golpes de faca, que atingiram o seu braço e o seu abdômen.

 

O corpo da vítima foi encontrado em um carreiro ao lado da antiga fábrica de papel, que funcionava naquele local, na manhã deste sábado, 16. De acordo com a polícia, a faca usada pelo autor do homicídio possuía entre 11 e 15 cm de lâmina. A arma branca foi encontrada e apreendida. No local do crime também foram localizados um capacete, que pertencia a vítima, e uma bolsa com os documentos de Sandra, que estava ao lado do seu corpo.

Familiares e equipes da Polícia Militar e Polícia Civil aguardam a chegada do Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, que vai recolher o corpo da vítima. O número exato de golpes de faca que atingiram a vítima deverão ser revelados pelo IML, após a necrópsia.

Depois do crime, o suspeito seguiu com sua motocicleta em direção a BR-277, em Palmeira. Em um trecho da rodovia, ele perdeu o controle da direção e bateu na roda de um caminhão. Segundo informações, o acidente teria sido provocado pelo homem, que tinha intenção de cometer suicídio. O condutor da moto sofreu alguns ferimentos e foi encaminhado até a Santa Casa de Palmeira. Lá, ele confessou a autoria do homicídio aos funcionários do hospital, que acionaram a Polícia Militar de Palmeira. Depois disso, a PM de Irati foi avisada sobre o crime e encontrou o corpo da vítima na Serra dos Nogueiras.

O suspeito do crime já recebeu alta e foi conduzido até a Delegacia de Palmeira.

Sandra trabalhava como cozinheira. Ela trabalhou numa pizzaria no centro de Irati até o fim da noite de sexta-feira, 15, por volta das 23h30. Sandra morava na rua das Funcionárias, entre os bairros DER e Jardim Planalto. Já o acusado do homicídio reside na rua João Grichinski, no bairro Rio Bonito.

 

Sandra e o suspeito do crime permaneceram casados durante aproximadamente 13 anos. Porém, eles estavam separados há dois anos. Do relacionamento, eles possuíam dois filhos, ambos adolescentes: um rapaz, de 12 anos, e uma moça, de 11 anos. 

 

As informações são da Rádio Najuá

COMENTÁRIOS