Colônia Witmarsum recebera investimentos de R$100 Milhões
30/10/2017 - 23h58 em Geral

A região dos Campos Gerais irá receber um complexo empresarial de mais de R$ 100 milhões. Projetado e já em construção às margens da BR-376, no município de Palmeira (Colônia Witmarsum), o empreendimento consiste da edificação de um Condomínio Industrial, que receberá investimentos de R$ 50 milhões. Parte deste condomínio será utilizado pelos investidores para a construção de um Centro Comercial, com uma área construída de aproximadamente 20 mil metros quadrados, destinada especialmente para o setor do varejo. Este segundo investimento, já fruto de uma segunda fase do projeto, está orçado em aproximadamente R$ 60 milhões.

As obras de infraestrutura do condomínio industrial iniciaram em meados do ano passado e devem ser concluídas em meados do próximo ano, segundo adianta o Secretário de Indústria e Comércio de Palmeira, Jaudeth Ramos Hajar. Segundo ele, o modelo adotado pelos empreendedores, que são de Curitiba, será da construção ‘on demand’, ou seja, de acordo com a demanda de cada empresa, e não a locação de um barracão previamente edificado. “A princípio são lotes, 32 no total. A empresa interessada compra e constrói”, explica.

O projeto está construído praticamente no meio do caminho, entre as cidades de Ponta Grossa, a maior dos Campos Gerais, e Curitiba, a capital do Estado. É justamente o fato da localização privilegiada na BR-376, no quilômetro 546 (entre a praça de pedágio Witmarsum e o posto de atendimento da concessionária, ao lado direito no sentido Ponta Grossa – Curitiba), um dos principais diferenciais do projeto, aos quais se somam os benefícios oferecidos pelo condomínio. “O projeto oferece toda a infraestrutura, como ruas pavimentadas, água, luz, esgoto. Além disso, há o gasoduto e a fibra óptica”, acrescenta Hajar.

Os investidores também foram atraídos pelo projeto da construção do Aeroporto de Cargas dos Campos Gerais, que está em fase de licenciamento, projetado também no município de Palmeira. Porém, foi viabilizado pelo projeto de um outro aeródromo, o ‘Aldeia da Serra’, construído também por investidores curitibanos em uma área vizinha a do projeto do condomínio industrial. “Eles adquiriram a área por ser uma área estratégica pensando no aeroporto de cargas. Como a área comprada era ao lado de um aeroporto já em construção, fiz a aproximação deles. E aí estão com a obra em paralelo”, relatou o secretário.

 

Outlet terá cerca de 150 lojas

 

Logo após a conclusão da primeira fase do projeto do condomínio industrial, o que deve ocorrer no final do primeiro semestre do próximo ano, deverá ser iniciado a construção de um Centro Comercial, um ‘Outlet’, avaliado em cerca de R$ 60 milhões. O projeto deverá ocupar cinco dos 32 lotes para o empreendimento destinado à comercialização de produtos. A perspectiva é de que o projeto tenha aproximadamente 150 lojas, voltadas especialmente para o setor empresarial. “Também é um investimento deles, com lojas voltadas para as indústrias têxteis, do setor de roupas, de Santa Catarina”, destaca o secretário Jaudeth Hajar.Fonte http://arede.info/ponta-grossa

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE