Alok, Raça Negra, Pedro Paulo e Alex e Maiara e Maraísa serão atrações na Expo Palmeira
28/03/2018 09:11 em Música

A 10ª edição da Expo Palmeira, que acontece no mês de maio, vai apresentar uma novidade ao público. Desta vez a festa terá quatro dias, começando na quinta-feira, dia 3, e se estendendo até o domingo, dia 6. Para acompanhar o aumento da festa, também haverá mais uma atração musical para se apresentar no palco principal.

O primeiro show da Expo Palmeira em 2018 no palco principal ficará por conta do DJ Alok, na noite de quinta-feira, artista mais votado na enquete popular realizada pela Prefeitura de Palmeira. Nas noites seguintes as apresentações serão, respectivamente, de Raça Negra, Pedro Paulo e Alex e Maiara e Maraísa.

De acordo com o prefeito Edir Havrechaki, o aumento de um dia na festa traz benefícios ao município, pois a festa vai atrair moradores das mais diversas cidades do Brasil. “Turistas virão à Palmeira para aproveitar os atrativos da festa, fomentando a economia, a cultura e o turismo. Os expositores da Expo, que em sua maioria são palmeirenses, terão suas oportunidades de negócios multiplicadas com o grande e diversificado movimento de pessoas durante os dias de evento”, destacou.

Alok

Considerado o melhor DJ do país, Alok também conta com uma legião de fãs no mundo inteiro. O DJ foi o artista mais votado na enquete popular realizada pela Prefeitura e se apresentará no primeiro dia de festa.

Alok iniciou a carreira junto com seu irmão, formando a dupla Alok & Bhaskar. Eles lançaram diversos trabalhos e chegaram a fazer shows em 19 países. Em 2010 Alok decidiu partir para a carreira solo, adotando o estilo house music. Neste período ele conseguiu fazer sucesso com um sample da música “Sings”, do rapper americano Snoop Dogg. Desde então a agenda de shows de Alok só cresceu e ele ganhou cada vez mais destaque no universo da música eletrônica.

O grande momento da carreira de Alok foi com a música “We Are Underground”, que fez o mesmo ser reconhecido internacionalmente. O brasileiro já se apresentou no Tomorrowland, considerado um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo, e constantemente é comparado a DJs internacionalmente famosos, como Calvin Harris e David Guetta.

Raça Negra

O Raça Negra foi a primeira banda de samba a tocar numa rádio FM, com a música “Caroline”. Na década de 90, entrou para o Guinness Book com a canção “É Tarde Demais” devido à impressionante marca de mais de 600 execuções em rádios num só dia.

A ascensão da banda para outros países veio com oitavo LP, lançado também na Europa, Ásia e África, com as músicas “Preciso Desse Amor” e “É Amor Demais”, consagrando um dos maiores fenômenos musicais dos anos 90.

Luiz Carlos sempre teve a batuta nas mãos para reger os passos do Raça Negra e é um ícone entre os nomes que surgiram posteriormente. Impossível falar em alguém que canta, toca e vive de samba que não tenha bebido da fonte dos Raça Negra. Com 34 anos de carreira, trazem na bagagem 12 vinis, 28 CDs, 4 DVDs e mais 36 milhões de discos vendidos.

Para comemorar esta carreira de sucessos, em 2012 gravaram um DVD repleto de convidados especiais. Já em 2014, surgiram com o projeto “Gigantes do Samba”, unindo duas gerações: Raça Negra e Só Pra Contrariar. Esse foi mais um sucesso carimbado que ganhou o brasil com uma turnê que percorreu todo o território nacional. Em 2016 o grupo repete o sucesso de 2012 e lança “Raça Negra e Amigos Il”, com participações especiais de diversos cantores do país.

Pedro Paulo e Alex

“Sente a batida do PPA!” Quem nunca ouviu esta frase e de fato sentiu a batida de Pedro Paulo e Alex? A dupla é diferente e como uma febre vem conquistando o país por onde passa. Os amigos José Aparecido Amorim Júnior, o Pedro Paulo, e Alex Stela, nasceram em Umuarama e se conheceram em 2009.

Desde menino, incentivado pelos pais, Alex demonstrava interesse pela música sertaneja de raiz. Nas reuniões familiares e rodas de amigos se encantava pelo ritmo. Quando começou a cursar Tecnologia em Meio Ambiente na Universidade Estadual de Umuarama, foi inevitável segurar o amor pela música, já que eram frequentes churrascos e encontros de repúblicas. Alex era o cantor oficial destes eventos e sua voz marcante impressionava os amigos e destacava o jovem universitário. Amigos em comum os apresentaram em uma destas festas universitárias e a sintonia imediata deu origem à dupla Pedro Paulo e Alex.

Em 2010 mudaram-se para Maringá e então foram ganhando proporção no cenário musical, a agenda de shows foi aumentando. No final de 2011 lançaram o primeiro CD, “Ao vivo em Maringá”. Em 2014 caminhavam para a realização de um sonho, o primeiro álbum – CD e DVD – “Sucesso nas Repúblicas”, que foi onde tudo começou, gravado em Umuarama. Em novembro de 2016 lançaram o primeiro álbum de estúdio “Diferente Como Sempre”.

Em 2017, a dupla Pedro Paulo e Alex, apostou em algo novo na carreira, lançandoseu novo EP: “Na batida do PPA”. O estilo inconfundível e as interpretações marcantes da dupla ganham um toque latino em suas canções. Com influências flamenca, o toque de reggaeton misturado ao sertanejo, deu corpo ao novo trabalho da dupla mais pressão do Brasil.

Maiara e Maraísa

Quem disse que seria fácil para Maiara e Maraísa? Elas cantam desde os cinco anos de idade, já moraram em várias cidades diferentes para tentar a carreira na música. Aos 11 anos, Maraísa começou a compor e aos 14 a letra de “Amar é mais” surpreendeu a irmã Maiara, que ficou impressionada com o conteúdo “maduro”.

Chegou o dia em que pais colocaram como opção de presente uma viagem para Disney ou gravarem um CD em São Paulo. Não é difícil imaginar a resposta.  Nesta época começaram a conhecer o preconceito de perto, pois era muito difícil receber incentivos. Chegavam comentários de que dupla feminina não teria a menor chance e, por sugestão do produtor, adotaram o nome de “Geminis”, cantando pop, o ritmo que mandava no mercado.  Guardaram o desejo de cantar música sertaneja, até porque só ouviam que seria impossível.

Mas como o impossível sempre é possível, por sugestão de Theodoro, da dupla com Sampaio, assumiram-se como dupla sertaneja “Maiara e Maraísa” e  gravaram “Peixe carimbado”. Nessas idas e vindas conseguiram gravar, em 2015, o primeiro DVD da carreira ao vivo, gravado em Goiânia. Quando lançaram o trabalho saíram sucessos que se destacaram nacionalmente e viraram hits como a “10 %” e “Medo Bobo”.

Em 2016 a dupla gravou o segundo DVD da carreira. Composto por 22 músicas, o repertório do DVD teve ainda o sucesso “Medo Bobo “e as novas “Cruzando os Dedos” e “Você faz Falta Aqui”.

Atualmente Maiara e Maraísa são um dos principais destaques do cenário da música sertaneja. Na internet não poderia ser diferente e elas já alcançaram marcas expressivas, como superar 2 bilhões de visualizações e mais de 3 milhões de inscritos no canal oficial do Youtube.

Concessão e economia

A empresa Drial Organização de Eventos Esportivos Ltda. foi a vencedora da concorrência pública e conquistou a concessão de direito real de uso para ocupação e exploração da 10ª Expo Palmeira e da 5ª Feira de Agronegócios, que serão realizados nos dias 3, 4, 5 e 6 de maio, e para os próximos dois anos seguintes (2019 e 2020). A empresa irá explorar o salão de exposições, feira de eventos, arena de shows, praça de entretenimento, praça de alimentação e demais espaços complementares da festa.

O processo licitatório de concorrência pública aconteceu em 5 de abril, no Salão Nobre da Prefeitura. A vencedora realizou proposta com o valor de R$ 11.500,00 por evento, totalizando R$ 46 mil para os quatro anos.

Somente na edição de 2017, a economia aos cofres públicos foi de R$ 415 mil, passando de R$ 760 mil gastos em 2016, para R$ 345 mil em 2017. A contratação de duas apresentações musicais através da Prefeitura está prevista em edital, com a intenção de manter o preço popular para as entradas de ambos. Outro gasto que a o Município tem é para realizar reparos e demais serviços, antes de o local receber a estrutura da festa.

De acordo com o secretário de Cultura, Patrimônio Histórico, Turismo e Relações Públicas, Waldir Joanassi Filho, a economia com a concessão da Expo possibilita que outros eventos culturais possam ser realizados no município no decorrer do ano. “Quase todo o orçamento da Secretaria era consumido com a realização da festa. No ano passado economizamos mais de R$ 400 mil e pudemos investir esse valor em outros eventos e projetos, levando mais cultura para um maior número de pessoas”, destacou.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!